GOL recebe em Confins o seu primeiro Boeing 737 MAX-8.

0
3535
A aeronave chegou ao Brasil pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins (Consórcio BH Airport), onde a Gol tem o centro de manutenção da companhia.

A GOL Linhas Aéreas recebeu o primeiro Boeing 737 MAX-8, a nova geração de jatos comerciais da fabricante americana, comprados para expandir a oferta de voos internacionais.

A aeronave chegou ao Brasil pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte-Confins (Consórcio BH Airport), onde a Gol tem o centro de manutenção da companhia e faz o desembaraço alfandegário.

Todas as imagens via Aviação Total/Boeing

É o primeiro avião novo recebido da Boeing em quase quatros anos, inaugurando as entregas de uma encomenda de 120 aviões durante 10 anos (até 2028), quando toda a frota da empresa estará renovada.

Seis aeronaves serão entregues em 2018 e mais nove em 2019.

A nova família de jatos da Boeing é cerca de 15% mais eficiente em consumo de combustível que a versão anterior, o 737 NG, graças novos motores e avanços de design, como os winglets nas asas.

O modelo tem ainda uma maior autonomia, com capacidade de até 6.570 km, contra os 5,4 milkm do 737-800 NG (um acréscimo de mil quilometros em rota ou maior autonomia com reservas).

A GOL atende hoje 11 destinos internacionais, sendo 10 na América do Sul e 1 no Caribe, Punta Cana, na República Dominicana.

Com o 737 Max, três novos destinos entram na grade: Miami e Orlando, na Flórida (a partir de novembro), nos Estados Unidos; e Quito (dezembro), no Equador .

Substituição de um para um: sai um Boeing, entra outro.

Até novembro a Gol vai usar o 737-Max8 em rotas domésticas para treinamento e adaptação de tripulantes.

A atual frota da Gol soma 118 aviões. Para cada novo 737-Max que chegar, a aérea vai retirar de operação um avião da família anterior, reduzindo a idade média da frota, que é de 8,5 anos.

O novo 737 MAX da Gol terá 186 assentos e sistema via satélite (na nuvem) de acesso à internet.

Imagens via Aviação Total/Boeing