G20: Viagem de Temer inclui conversas para exportação do KC-390

0
5932
As primeiras entregas do KC-390 estão marcadas para 2018 (Imagem: Embraer Defesa e Segurança)

Além de tentar fechar o máximo possível de negócios com os chineses, o presidente Michel Temer aproveitou a reunião do G20 para fazer negociações paralelas.

O principal interesse é atrair investimentos para a área de infraestrutura, mas outros assuntos figuraram na pauta; como a venda de aviões brasileiros, a relação com a Venezuela e até uma possível nova formatação do BRICS (sigla do grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). De acordo com fontes ouvidas pelo jornal O GLOBO, a Arábia Saudita quer o apoio do Brasil para entrar no bloco, o que é visto com “bons olhos” pelos membros do grupo.

Durante reunião mantida hoje (05) com o vice-primeiro ministro da Arábia Saudita, príncipe Mohammad bin Salman Al Saud, Temer agradeceu  o apoio da Arábia Saudita à reforma das estruturas de governança global, em especial do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O presidente levou para o encontro com o príncipe a proposta de venda de aviões da Embraer para o país árabe. O Brasil tem interesse em vender para os sauditas aeronaves de transporte militar e reabastecimento KC-390 da Embraer. A Arábia Saudita é o principal parceiro comercial do Brasil no Oriente Médio e é aliada dos Estados Unidos, país que já declarou apoio ao novo governo brasileiro.

(Imagem: Embraer Defesa e Segurança)
(Imagem: Embraer Defesa e Segurança)

O presidente também incluiu na pauta de conversações uma possível venda do KC-390 para a Itália. Durante a reunião com o primeiro ministro italiano, Matteo Renzi, Temer aproveitou o interesse italiano na aquisição dessas aeronaves para abordar o tema.

Ivan Plavetz
Fonte: O Globo