Fragata F-46 Greenhalgh completa 22 anos de serviços

0
2635
Binômio ASW: SH-16 sobrevoa a F-46 GreenHalgh. (Imagens: Roberto Caiafa)

A Fragata Type 22, batizada como Greenhalgh (F-46), ex-HMS Broadsword (F 88), é o quarto navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem ao Guarda-Marinha João Guilherme Greenhalgh, morto na Batalha Naval de Riachuelo.

Ao todo, a Classe Type 22 era composta por catorze navios, sendo quatro do Lote I, seis do Lote II e quatro do Lote III. Cada lote possui características singulares. O Brasil adquiriu todas as fragatas do Lote I. A Greenhalgh foi construída pelo estaleiro Yarrow Shipbuilders Ltd, em Scotstoun, Glasgow, na Escócia.

As duas Type 22 que restaram na Marinha do Brasil navegam lado a lado escoltando o G-40 Bahia.

As Type 22 eram consideradas, no seu tempo, excelentes navios ASW (guerra anti-submarina) com capacidade de autoproteção anti-aérea (defesa de ponto). O contrato de compra da Greenhalgh e suas três irmãs Type 22, mais três varredores da classe River, foi de aproximadamente US$ 170 milhões (£ 100 milhões).

Esse acordo foi assinado entre o governo brasileiro e o Ministério da Defesa Britânico (MoD) em 18 de novembro de 1994, com as transferências ocorrendo a medida que os navios foram dando baixa da Royal Navy. A Greenhalgh foi incorporada a Marinha do Brasil em 30 de junho de 1995, em cerimônia realizada em Plymouth, Inglaterra, quando nesta ocasião, assumiu o primeiro comando o capitão-de-mar-e-guerra João Carlos Alves da Silva.

A F-46 navega lado a lado com seu maior adversário no mar, o submarino (S30 Tupi).

Características gerais

Tipo: Fragata ASW com capacidade de executar a Defesa de Ponto Antiaérea

Deslocamento: 4400 t (padrão); comprimento: 131,2 m; boca: 14,8 m; calado: 6.0 m; propulsão: COGAG (Combinação Gás ou Gás), contando com duas turbinas Rolls-Royce Tyne RM1C para velocidades de cruzeiro, com 9.900 hp; + duas turbinas Rolls-Royce Olympus TM3B de alto desempenho, com 50.000 hp. Velocidade: 30 nós; Autonomia: 4500 milhas a 18 nós.

As duas Type 22, F-46 em primeiro plano, no porto de Montevidéu, Uruguai.

Armamento: 4x lançadores de mísseis superfície-superfície MM-38 Exocet (MM-40), 2x lançadores sêxtuplos de mísseis antiaéreos de defesa de ponto Sea Wolf GWS-25 Mod.0, 2x canhões BMARC-Oerlikon GAM BO1 de 20mm em dois reparos singelos e 2x lançadores triplos STWS Mk2 para torpedos A/S de 324mm.

Aeronaves: um helicóptero Westland AH-11A Super Lynx ou UH-12/13 Esquilo.

 

Roberto Caiafa