Força Treme-Terra do 12ºBI (MG) treina GLO no CA-Leste (RJ).

0
1611

Nos dias 16 e 17 de julho , o Centro de Adestramento – Leste (CA – Leste) conduziu, na região do Campo de Instrução de Gericinó , instruções às tropas do 12° Batalhão de Infantaria (Batalhão Lomas Valentina).

O tradicional batalhão de guerreiros especializados em MONTANHA! foi representado por duas companhias de fuzileiros, cada uma formada com três pelotões completos.

A ForOp, a tropa especial “inimiga” do CA-Leste. Esses soldados apresentam uma proficiência de tiro em combate acima da média, e total liberdade tática na condução dos combates. Derrotá-los usando o DSET para validar os combates é uma tarefa dificílima. (Foto: Roberto Caiafa)

As atividades foram coordenadas pela 1a Divisão de Exército, como adestramento de operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), previsto nos PP do Exército Brasileiro, enquadrando-se na Capacitação Técnica e Tática do Efetivo Profissional ( CTTEP ) daquelas frações.

Neste contexto, a Força Treme-Terra participou de pistas de progressão em ambiente urbano, de técnicas de ação imediata com a guarnição embarcada e do Módulo de Adaptação ao Tiro de Combate (MATC).

Pista de treinamento/condicionamento para o tiro. O CA-Leste usa metodologia de treinamento de origem israelense, adaptada com inputs oriundos de 13 anos na Missão de Paz no Haiti e Operações GLO no Rio de Janeiro e outras unidades da Federação.
Gericinó possui uma cidade cenográfica com relevo montanhoso, construções agrupadas muito próximas umas das outras e vielas e becos íngremes. Aqui os soldados em treinamento aprimoram suas regras de engajamento sob rígidas ordens de comando.
Gericinó possui áreas de estacionamento para receber tropas de diferentes capacidades. De carros de combate a engenheiros de construção, passando pela infantaria e cavalaria e artilharia, todos podem treinar naquele campo de instrução.
Pista de treinamento/condicionamento para o tiro. O CA-Leste usa metodologia de treinamento de origem israelense, adaptada com inputs oriundos de 13 anos na Missão de Paz no Haiti e Operações GLO no Rio de Janeiro e outras unidades da Federação.
Pista de treinamento/condicionamento para o tiro. O CA-Leste usa metodologia de treinamento de origem israelense, adaptada com inputs oriundos de 13 anos na Missão de Paz no Haiti e Operações GLO no Rio de Janeiro e outras unidades da Federação.
Pista de treinamento/condicionamento para o tiro. O CA-Leste usa metodologia de treinamento de origem israelense, adaptada com inputs oriundos de 13 anos na Missão de Paz no Haiti e Operações GLO no Rio de Janeiro e outras unidades da Federação.

Ao final dessas atividades, espera-se que os militares instruídos estejam mais aptos a realizar a sua autoproteção e as de suas equipes, mantendo a segurança sempre em todas as direções, e ocupar abrigos corretamente, identificando positivamente as ameaças em ambiente urbano e humanizado.

Espera-se ainda que as frações coordenem de maneira adequada a sua progressão e, acima de tudo, utilize seu armamento com eficácia nesse ambiente, evitando danos colaterais, além de desenvolver a ação de comando e a liderança dos comandantes de fração.

Para alcançar os objetivos de adestramento do Exército, o Centro de Adestramento – Leste utilizou seu equipamento de simulação de combate, conhecido como Dispositivo de Simulação de Engajamento Tático (DSET).

Tal equipamento permite que o treinamento realizado alcance os níveis mais próximos do combate real, permitindo ainda a repetição das ações até que a excelência no adestramento seja alcançada.