Farnborough 2016: MBDA exibirá sistema EMADS

0
1972
Míssil superfície-ar CAMM-ER (Imagem: MBDA)

O EMADS (Enhanced Modular Air Defence Solutions) é uma resposta da MBDA ao mercado que necessita de um sistema de defesa antiaérea dotado de mobilidade, altamente flexível, capaz de operar em qualquer condição meteorológica e reagir rapidamente contra uma ampla gama de ameaças aéreas. O EMADS pode ser montado sobre viaturas e lançar um misto de mísseis superfície-ar CAMM e CAMM-ER.

O CAMM, capaz de alcançar alvos a 25 quilômetros de distância, é destinado ao emprego naval e terrestre, sendo que a Real Marinha do Reino Unido (Royal Navy) irá receber suas primeiras unidades no final de 2016. Já o CAMM-ER possui o mesmo desenho básico do CAMM, entretanto, um sistema de propulsão maior que permite alcançar distâncias de até 45 quilômetros, tendo ele sido desenvolvido para uso terrestre.

De acordo com a MBDA, o interesse global pela família CAMM está aumentando e discussões com um grupo de potenciais usuários estão em andamento. Tal grupo permitira que os potenciais clientes compartilhem informações sobre as melhores práticas em matéria de gestão de estoques e intervalos de manutenção otimizados. Redução de custos de peças de reposição e contribuição para necessidades de futuras atualizações do sistema também seriam os potenciais benefícios para os sócios do clube.

O EMADS foi apresentado inicialmente de modo discreto, permitindo que a MBDA avaliasse o interesse do mercado em potencial. O feedback, bem como o desenvolvimento de uma série de discussões em curso com potenciais clientes internacionais, tem incentivado a MBDA a dedicar uma parte importante da sua participação no Farnborough International Airshow de 2016 para o EMADS. Lá estará em exibição o lançador montado em um veículo juntamente com os mísseis CAMM e CAMM-ER, além do simulador completo do sistema, permitindo que os visitantes constatem de perto a funcionalidade completa do EMADS.

O EMADS é um sistema de defesa  antiaérea de grande mobilidade. (Imagem: MBDA)
O EMADS é um sistema de defesa antiaérea de grande mobilidade. (Imagem: MBDA)

Mati Hindrekus, diretor de comunicações de marketing da MBDA, disse que o Reino Unido encarregou a MBDA para prover sua futura capacidade de defesa aérea naval e terrestre. Esse compromisso atraiu um número de potenciais clientes tanto na Europa quanto fora dela que estão à procura de uma nova capacidade de defesa aérea que permaneça em serviço por, pelo menos, 30 anos ou mais. O CAMM e o CAMM-ER, embora bem avançados, estão no início do ciclo como produto e foram projetados especificamente para a agir com eficiência contra as atuais e futuras ameaças aéreas.

Hindrekus destacou que, ao contrário das opções concorrentes, o sistema como um todo não é baseado em atualizações de tecnologias ou recursos antigos que naturalmente limitam significativamente quaisquer perspectivas de melhoria futuras.

Vale lembrar que a Marinha do Brasil selecionou, em novembro de 2014, o míssil CAMM (M), também designado Sea Ceptor, para dotar o sistema de armas de suas futuras corvetas CV03, designadas Classe Tamandaré.

Ivan Plavetz