Fábrica da KMW será inaugurada em março de 2016

0
5562
predio_fabrica_KMW_vista_Interna_CAIAFA
Vista interna do prédio principal da fábrica da KMW em Santa Maria (Imagens: Roberto Caiafa)

Prevista para acontecer em outubro de 2015, e adiada devido as péssimas condições climáticas que se abateram sobre a região sul do Brasil no final de 2015, a inauguração da fábrica da multinacional alemã de veículos blindados Krauss-Maffei Wegmann (KMW), construída às margens da BR-287 (a três quilômetros do campus da Ulbra), na cidade de Santa Maria, tem uma nova data, nove de março próximo, com a presença do presidente mundial da empresa, o alemão Frank Haun, e de autoridades de Santa Maria e do Exército Brasileiro.

As sofisticadas instalações erguidas servirão a manutenção completa de todos os sistemas que fazem de parte de um carro de combate de rodas ou de esteiras, de blindados de transporte e de veículos pesados/especializados.

Cerca de 240 viaturas blindadas de combate Leopard 1A5 BR, incluindo versões especializadas de treinamento, apoio, resgate/ambulância e lança pontes, serão mantidas por essa unidade industrial da empresa alemã.

KMW_LEOPARD_1A5_BR_CAIAFA
A nova fábrica vai realizar a manutenção dos VBC Leopard 1A5BR

Além da manutenção desses blindados, (incluindo os 36 blindados Gepard 1A2 antiaéreos armados com canhões de 35 mm), a KMW segue com planos futuros para fabricar outros tipos de veículos em Santa Maria, que é a sede da multinacional para atender toda a América Latina.

Entre as propostas, um blindado 4×4 sobre rodas para equipar forças de segurança, e o desenvolvimento conjunto com o Exército Brasileiro de uma nova família de carros de combate, destinados a substituírem os Leopard 1A5 BR ao final da próxima década.

A fábrica

As construções prontas englobam uma estação de lavagem e recolhimento de líquidos e efluentes originados dos blindados (recolhimento e tratamento subterrâneos), um anexo hermeticamente selado para a realização de trabalhos de descontaminação de viaturas (uma por vez), e o prédio principal dotado de pé direito imenso, climatização com ar-condicionado e aquecedores, ambos rigidamente controlados para manter em 22º a temperatura interna, duas pontes rolantes de 25 toneladas cada, e estações de trabalho para atender até doze carros (seis + seis), tudo servido por iluminação com amplo uso de luz natural, tornando o ambiente o mais funcional possível.

estacao_lavagem_predio_descontaminacao_viaturas_KMW_Sta_Maria_CAIAFA
A estação de lavagem e recolhimento de líquidos e efluentes e o anexo selado de descontaminação de viaturas blindadas.

O piso, tanto internamente quanto externamente, está preparado para suportar o peso de centenas de toneladas por metro quadrado, o que significa que ali podem ser realizadas tanto atividades previstas de manutenção dos Leopard e Gepard já existentes (e mesmo de modelos de outros fabricantes), como a montagem ou fabricação de outros tipos de veículos blindados.

O terreno já tem reservado o espaço do quarto prédio, previsto para a próxima fase, de expansão das instalações, e para a construção da pista de testes, extensa o suficiente para permitir que os blindados acelerem ao máximo para frear bruscamente na sequência, testando assim suspensão, freios e sistema de giroestabilização da torre, no caso de carros de combate Leopard 1A5.

A KMW, através de parcerias com instituições acadêmicas da região, vem buscando atender outros nichos de mercados como o fornecimento e mantenimento de sofisticados equipamentos de treinamento e seus simuladores.

LFMS-BR_unidade_optronica_CAIAFA
O KMW Life Firing Monitoring Equipment BR (imagem) está integrado ao Dispositivo de Simulação de Engajamento Tático (DSET) usado pelos blindados nos treinamentos.

As modernas instalações se revestem de um caráter inédito, porque é a primeira vez que uma subsidiária tem uma fabrica fora da Alemanha, consolidando assim a posição de Santa Maria como centro operacional e logístico da KMW para o Brasil e a América do Sul.

Roberto Caiafa