Evento de Sensibilização de Ameaça Terrorista para embaixadas

0
1271

Na última terça-feira (12) em Brasília, adidos e embaixadores, órgãos de segurança pública e militares das Forças Armadas, do Comando Conjunto de Prevenção ao Terrorismo (CCPCT), participaram de evento no Comando Militar do Planalto (CMP), para Sensibilização de Ameaça Terrorista (SAT) durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

A fim de desenvolver uma mentalidade de prevenção da ocorrência terrorista no País e apresentar as ações interagências planejadas para os Jogos, o general-de-divisão César Leme Justo, coordenador de Defesa de Área (CDA), na estrutura de Comando e Controle criada para a segurança do grande evento, explicou que o enfrentamento ao terrorismo tem sido coordenado de forma integrada por setores do governo federal, como os Ministérios da Defesa e da Justiça, e a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN). “Embora verticalizados, funcionam horizontalmente em todos os sentidos, com foco na fluidez do processo decisório”, afirmou o general.

A participação de 50 integrantes das embaixadas, em Brasília, traz a experiência dos demais países no combate e na percepção mais apurada das ameaças terroristas, cujos protocolos já são conhecidos internacionalmente. Materiais abandonados, atitudes suspeitas, ações que não estão condizentes com a rotina normal de uma área são colocadas como alvo de observação das agências como um todo.

Na abertura, o general Leme falou das ações especificas do Comando Militar do Planalto para a segurança dos Jogos em Brasília. (Imagem: Exército Brasileiro)
Na abertura, o general Leme falou das ações especificas do Comando Militar do Planalto para a segurança dos Jogos em Brasília. (Imagem: Exército Brasileiro)

Mesmo a possibilidade de ocorrência terrorista ser baixa, como afirmam as autoridades, isso não altera o planejamento da segurança dos Jogos, a definição de protocolos e as atividades de prevenção, possibilitando um treinamento constante dos envolvidos.

O embaixador da Bulgária, Valeri Yotov, comentou a importância da sensibilização, uma vez que “o terrorismo é uma ameaça global, que sempre busca produzir um efeito assustador e não reconhece fronteiras e vítimas inocentes. As medidas são importantes para dar um sentido de segurança aos turistas, as delegações, aos esportistas”.

A prevenção e combate ao Terrorismo e a Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBN) são tema de diversas atividades realizadas no Rio de Janeiro e nas cidades-sede de futebol (São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Manaus e Salvador). Em Belo Horizonte, também na última terça-feira (12), proprietários de bares e restaurantes participaram de palestra de prevenção a atos terroristas, ministrada pelo Exército, Polícia Militar (GATE), ABIN e Corpo de Bombeiros.

Ivan Plavetz