Estados Unidos tentam venda de Super Tucanos para Nigéria

0
1913

De acordo com a agência de notícias Reuters, o governo dos Estados Unidos está desenvolvendo gestões para aprovação da venda para a Nigéria de até 12 aeronaves de ataque leve A-29 Super Tucano, da Embraer Defesa & Segurança, com objetivo de reforçar o combate ao grupo extremista Boko Haram.

A iniciativa é um voto de confiança na reforma conduzida pelo presidente nigeriano Muhammadu Buhari para mudar o manchado histórico militar do país africano.

A possível venda de Super Tucanos, que as autoridades dizem ser apoiada pela administração dos Estados Unidos, embora seja assunto de revisão pelo Congresso, destaca o profundo envolvimento norte-americano na ajuda a países do norte e oeste da África na luta contra grupos extremistas. O Congresso dos EUA ainda não foi formalmente notificado sobre a possível aprovação da venda das aeronaves para a Nigéria.

Uma linha de produção do Super Tucano instalada nos Estados Unidos fica na Flórida, onde a aeronave é fabricada pela  Sierra Nevada Corp. Lá estão sendo produzidos 20 A-29 para a Força Aérea do Afeganistão, os quais foram comprados pelo governo de Washington por US$ 428 milhões e estão sendo entregues no âmbito do programa Light Air Support (LAS). Oito deles já estão operacionais no Afeganistão e cumpriram as primeiras missões contra os rebeldes Talebãs.

A Colômbia foi o primeiro país a empregar o A-29 contra rebeldes guerrilheiros. (Imagem: Força Aérea da Colômbia)

Vale lembrar que a Força Aérea da Colômbia (FAC) foi a primeira a empregar o Super Tucano em missões de ataque contra guerrilha, demonstrando nessas ocasiões efetividade em combate. As autoridades norte-americanas não revelaram o custo dos aviões caso o negócio seja firmado com a Nigéria.

Ivan Plavetz
Fonte: Reuters