Esclarecendo os mitos: o “novo” Cascavel da Equitron

0
15812

A grande novidade da 4ª Mostra BID Brasil, realizada no final de setembro de 2016, em Brasília (DF), foi, sem dúvida, o protótipo da VBR Cascavel modernizado pela empresa Equitron Automação Eletrônico Mecânica Ltda, de São Carlos (SP). Entretanto, desde a sua apresentação a até os dias de hoje, esse programa vem sendo divulgado com muitas especulações, informações equivocadas e que carecem de qualquer fundamento.

O protótipo é uma VBR conceito, um demonstrador de soluções e inovações tecnológicas que podem ser aplicados em partes ou na sua totalidade, que visam a melhora em sua operacionalidade, criado a partir de duas licitações que visavam a substituição de componentes, melhoria do veículo e para a automação da torre. Aproveitando de sua expertise na capacidade de inovar, e baseada em sua experiência no ramo de automação automotiva, a Equitron extrapolou os requisitos propostos e apresentou um conjunto de soluções que, de acordo com a empresa, não só facilitam a logística de manutenção, mas que também melhoram muito várias características permitindo manter a frota desses veículos de forma mais eficiente, até a chegada de seu substituto.

É importante ressaltar que este protótipo oferece um vasto pacote de inovações que, em se adotando todos, o custo pode ser um empecilho a sua aquisição. Ciente disso, a empresa previu a possibilidade de introdução dessas soluções de forma modular, isto é, dentro das modernizações oferecidas, podem ser implantadas somente as que o Exército Brasileiro, ou outros operadores, tenham maior interesse, necessidade ou mesmo disponibilidade de recursos.

Porém, notícias divulgadas pela mídia nacional no final do ano passado, e pela internacional, mais recentemente, davam conta de que esse programa já estaria entrando na fase de produção e que já se planejava a modernização de um grande número de exemplares. Não há o menor fundamento nessas notícias.

Conforme informado pela Equitron, o protótipo passou recentemente por um período de testes, na 2ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (2ª Bda C Mec), em condições reais, retornando ao Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP), onde as sugestões apresentadas pelos usuários estão sendo avaliadas e implementadas. O veículo ainda deverá passar por período no Campo de Provas da Marambaia (RJ), para a aferição da precisão e eficiência do sistema de armas.

D.e acordo com o diretor-presidente da Equitron, o Prof. Dr. Eng. José Guilherme Sabe, é fato que existe a intenção do Exército em estender a vida útil das VBR Cascavel, modernizando-as para que possam enfrentar as atuais ameaças da guerra moderna, mas não existe nenhuma definição do que será feito, sendo que as notícias vinculadas na mídia “não passam de especulação”.

Com o intuito de apresentar o projeto a seus leitores, uma equipe de T&D esteve onde ele foi projetado e construído, viu todo o projeto e o descreveu de forma pormenorizada na edição nº 147.

 

Paulo Roberto Bastos Jr
Hélio Higuchi
Reginaldo Bacchi