EMBRAER divulga resultados do 3º trimestre de 2015

0
2192
Imagem 2 EMBRAER-Resultados-3ºTri-2015
KC-390 inicia voos de ensaio. (Imagem: EMBRAER)

A EMBRAER divulgou nesta segunda-feira (26) os resultados obtidos no último trimestre. As informações operacionais e financeiras da empresa, exceto quando de outra forma indicadas, foram apresentadas com base em números consolidados de acordo com as normas contábeis IFRS (International Financial Reporting Standards) e em Reais.

Os dados correspondentes aos trimestres são derivados de demonstrações financeiras não auditadas, enquanto aqueles correspondentes aos períodos anuais são auditados, exceto quando de outra forma indicado.

Destaques

– No 3º trimestre de 2015 (3T15), a EMBRAER entregou 21 aeronaves comerciais e 30 executivas (21 jatos leves e nove grandes). No acumulado dos primeiros nove meses de 2015 (9M15), foram entregues 68 aeronaves comerciais e 75 executivas (57 jatos leves e 18 grandes);

– Durante o 3T15, a companhia anunciou 20 pedidos firmes para a atual geração dos jatos comerciais E-Jets, totalizando 146 pedidos firmes neste ano para ambas as gerações dos E-Jets;

– A relação entre o número de pedidos recebidos versus o número de aeronaves entregues (book-to-bill) do segmento de Aviação Comercial ficou acima de dois nos primeiros nove meses de 2015;

– A carteira de pedidos firmes (backlog) terminou o trimestre em US$ 22,8 bilhões, ante US$ 22,9 bilhões no 2T15 e US$ 20,9 bilhões no final de 2014;

– Como resultado das entregas de aeronaves, bem como da receita do negócio de Defesa & Segurança, a receita líquida atingiu R$ 4.577,3 milhões no 3T15, representando crescimento de 62% quando comparada ao mesmo período do ano anterior;

– As margens EBIT (EBIT corresponde ao resultado operacional) e EBITDA (EBITDA corresponde ao resultado operacional acrescido da depreciação e amortização) atingiram 6,7% e 12,5%, respectivamente, no 3T15, crescendo em relação às margens de 5,6% e 11,0%, respectivamente, do 3T14;

– O Prejuízo líquido atribuído aos acionistas da EMBRAER foi de R$ 387,7 milhões e o Prejuízo por ação foi de R$ 0,5318 no 3T15. Excluídos o Imposto de renda e contribuição social diferidos, o Lucro líquido ajustado foi de R$ 255,1 milhões ou R$ 0,3499 por ação;

– A EMBRAER teve um uso livre de caixa de R$ 528,9 milhões durante o 3T15;

– A EMBRAER reitera todas suas estimativas financeiras e de entregas para 2015.

Defesa & Segurança

Imagem 3 EMBRAER-Resultados-3ºTri-2015
A-29 Super Tucano encabeça a lista de exportações da EMBRAER D&S (Imagem: USAF)

A EMBRAER Defesa & Segurança (EDS) é líder na indústria aeroespacial e de defesa da América Latina. Além das aeronaves A-29 Super Tucano, de ataque leve e treinamento avançado, e KC-390, de transporte militar multi-missão, oferece uma linha completa de soluções integradas e aplicações de Comando e Controle (C4I), radares, ISR (Inteligência, Vigilância e Reconhecimento) e espaço. Isso inclui sistemas integrados de informação, comunicação, monitoramento e vigilância de fronteiras, bem como aeronaves para transporte de autoridades e missões especiais.

Dada a assinatura do contrato de financiamento entre o governo brasileiro e a Agência de Crédito para a Exportação da Suécia, o contrato entre EMBRAER e SAAB para gestão conjunto do Projeto F-X2 da Força Aérea Brasileira (FAB) passou a ser efetivo a partir de setembro de 2015.

Nos termos deste acordo, a EMBRAER será responsável por uma quantidade considerável do trabalho em desenvolvimento de sistemas, integração, testes de voo, montagem final e entregas de aeronaves Gripen NG. Ainda, também participará da coordenação de todas as atividades de desenvolvimento e produção no Brasil.

Imagem 4 EMBRAER-Resultados-3ºTri-2015
EMBRAER D&S irá liderar o programa de desenvolvimento e produção do Gripen NG no Brasil. (Imagem: Agência Força Aérea)

Além disso, a EMBRAER e a SAAB serão responsáveis pelo desenvolvimento completo da versão biposto do Gripen NG. Em outubro de 2015, a EMBRAER enviou o primeiro grupo de brasileiros para o início do processo de transferência de tecnologia e já iniciou as obras do Centro de Projeto e Desenvolvimento do Gripen na planta industrial de Gavião Peixoto (SP).

Com relação ao Programa KC-390, o protótipo realizou testes de solo e se preparou para retomar sua campanha de ensaios em voo, a qual espera-se reiniciar neste mês.

O Programa de Apoio Aéreo Leve (LAS, conforme sigla em inglês), da Força Aérea dos Estados Unidos, recebeu mais duas aeronaves A-29 Super Tucano no terceiro trimestre, totalizando dez aeronaves entregues no período.

O Programa do Satélite Geoestacionário Brasileiro de Defesa e Comunicação (SGDC) segue sua execução conforme planejado, tendo construído as bases das antenas do projeto em Brasília e Rio de Janeiro e recebido no Brasil o primeiro embarque dos equipamentos do segmento de solo do SGDC.

Imagem 5 EMBRAER-Resultados-3ºTri-2015........
EMBRAER D&S e suas coligadas BRADAR e Savis concorrem no programa do SisGAAz (Imagem: Divulgação)

Ainda, em julho de 2015, o Consórcio Águas Brasileiras, formada pela EMBRAER D&S, Bradar e Savis para a concorrência do SisGAAz (Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul), reuniu-se com a Marinha do Brasil para apresentação da proposta e esclarecimento de dúvidas da Comissão de Avaliação.

A proposta foi entregue em janeiro de 2015.

Ivan Plavetz