Embraer apresenta resultados do 1º trimestre

0
2011

O Grupo Embraer divulgou o balanço dos resultados obtidos no 1º trimestre de 2016. A seguir reproduzimos os principais destaques e um panorama das atividades da divisão de Defesa & Segurança (EDS) da corporação.

Em fevereiro de 2016 o jato Phenom 100 foi selecionado para realizar o treinamento dos pilotos das forças armadas do Reino Unido em aeronaves multimotor. O contrato assinado com a Affinity Flight Training Services prevê a aquisição de cinco aeronaves para o programa Military Flight Training System (MFTS), do Ministério da Defesa do Reino Unido. O contrato também inclui um pacote de serviços e opções para aeronaves adicionais.

Contrato com a Affinity Flight Training Services prevê cinco Phenom 100 para o programa MFTS (Imagem: Embraer)

No programa KC-390, a segunda aeronave protótipo saiu da linha de montagem e iniciou a campanha de ensaios em solo, com o primeiro voo programado para o segundo trimestre de 2016. Durante a FIDAE, no Chile, foi anunciada a escolha da empresa alemã Rheinmetall Defence Electronics and Training para desenvolver e entregar dispositivos de treinamento para a aeronave.

Segundo protótipo do KC-390 fara voo inaugural neste trimestre. (Imagem: Agência Força Aérea)

O Programa do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC), cuja integração está sob responsabilidade da Visiona Tecnologia Espacial, continua com o seu cronograma, bem como todas as entregas contratuais, aderente ao planejado. A plataforma do satélite encontra-se na câmara termo vácuo para teste ambiental, as duas antenas de 13 metros foram instaladas em Brasília e Rio de Janeiro e o sistema de solo está em fase final de instalação e validação em Brasília.

O SDGC deve ser colocado em órbita no início de 2017 (Imagem: Embraer)

Recentemente, a Visiona lançou o serviço de fornecimento e análise de imagens de satélites, por meio de uma constelação de 22 satélites, com o objetivo de desenvolver grandes projetos de sensoriamento remoto no Brasil e países vizinhos. Em 2016, a Visiona já celebrou seis contratos. A Savis Tecnologias e Sistemas realizou, em fevereiro de 2016, em conjunto com o Exército Brasileiro, um evento de demonstração de capacidades do SISFRON, com a presença do Ministro de Estado da Defesa, para uma comitiva composta por Embaixadores de Países Árabes (Palestina, Catar, Líbano, Kuait, Tunísia, Líbia, Mauritânia, Argélia, Emirados Árabes Unidos, Egito, Sudão, Iraque, Liga Árabe, Marrocos e Jordânia). O evento foi realizado em Dourados/MS e contou também com a participação do governador do Mato Grosso do Sul e de outras autoridades governamentais e civis.

Com relação ao Programa F-39 Gripen NG, da Força Aérea Brasileira, já há 47 engenheiros da Embraer D&S na Suécia participando do processo de transferência de tecnologia assim como os sete enviados pela Atech. O Centro de Projeto e Desenvolvimento do Gripen NG encontra-se em construção em Gavião Peixoto (SP), com a previsão de estar operacional ainda em 2016.

Grupo de 47 engenheiros da Embraer D&S já trabalham no Gripen NG (Imagem: Saab)

Com relação à área de serviços e suporte, a Embraer fechou contratos com a Affinity para suporte logístico de pós-garantia para aeronaves Phenom 100, com a empresa Urban Group para a revitalização do interior do Legacy 600 e com Burkina Faso para suporte a frota dos Super Tucanos daquele país.

Em março, a Bradar assinou um contrato com a Marinha do Brasil para o desenvolvimento do protótipo operacional do radar GAIVOTA-S.

No 1T16, a Atech assinou três termos aditivos: um para cinco Centros de Controle de Rotas em São Paulo, Rio de Janeiro, Atlântico, Recife e Curitiba; e outro para o Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos (SIGMA); e o terceiro relacionado ao Programa H-XBR. A Atech também concluiu a instalação e os testes de aceitação do sistema de controle de tráfego aéreo SAGITÁRIO no Centro de Aproximação de São Paulo e a instalação do hardware do novo sistema AMHS. Ambos os sistemas devem estar em operação para suporte aos Jogos Olímpicos.

Ainda em março, a Embraer anunciou que vai consolidar as operações das empresas afiliadas Savis Tecnologia e Sistemas S.A. e Bradar Indústria S.A.. A decisão tem como objetivo aumentar a geração de valor para os funcionários, clientes e acionistas. A união da competência as duas empresas permitirá oferecer soluções integradas com grande potencial para os mercados nacional e externo, contribuindo para o processo de diversificação da base de clientes da Embraer Defesa & Segurança e da ampliação do portfólio de produtos e serviços.

Ivan Plavetz