Embraer apresenta protótipo da família de jatos regionais E2

0
1518
Imagem 1 E190-E2-rollout
(Imagem: Embraer)

A Embraer apresentou o protótipo da nova família de jatos regionais E2. Trata-se do E190 de segunda geração, que traz inúmeros aperfeiçoamentos com relação aos modelos anteriores da linha E-Jets da companhia, entre eles, novos motores, asas redesenhadas e controles totalmente fly-by-wire.

As modificações adotadas na nova série da bem-sucedida família irão contabilizar expressivos números em termos de economia de combustível, redução do impacto ambiental durante suas operações (incluindo menores níveis de ruído) e rotina de manutenção a custos menores. De acordo com a Embraer, a economia de combustível será de 16% com relação ao modelo primitivo, a emissão de dióxido de carbono (CO2) será 16% menor e a rotina de manutenção planejada para custar 20% menos.

A capacidade de transporte de passageiros do E190-E2 será de 97 passageiros em duas classes e 106 em classe única. A aeronave teve seu alcance estendido em 800 Km, resultando em uma autonomia que pode chegar a 5.000 Km.

Segundo a Embraer, o backlog de encomendas é atualmente de 267 pedidos firmes, além de 373 opções e direitos de compra, tendo entre seus clientes companhias aéreas e empresas de leasing.

Os outros dois novos jatos da nova geração, o E195-E2 e o E175-E2, estão na fase de desenvolvimento e serão lançados em breve. Enquanto o E190-E2 está programado para iniciar operações em 2018, o E195-E2 e o E175-E2 deverão estrear nas linhas aéreas em 2019 e 2020, respectivamente. O E190-E2 deverá realizar o voo inaugural no segundo semestre deste ano.

Segundo a Embraer,  o montante que esta sendo investido no projeto dos três modelos gira em torno de R$ 6,8 bilhões.

KC-390 e a Esquadrilha da Fumaça

Imagem 2 E190-E2-rollout
O KC-390 em formação com a Esquadrilha da Fumaça sobrevoou São José dos Campos durante o evento. (Imagem: EDA)

Durante a cerimônia de rollout do E190-E2, uma exibição a parte aconteceu nos céus de São José dos Campos (SP).

O protótipo do avião militar de transporte KC-390 e sete aviões A-29 Super Tucano do Esquadrão de Demonstrações Aéreas (EDA) da Força Aérea Brasileira (FAB), a popular Esquadrilha da Fumaça,  sobrevoaram a área do aeródromo onde encontra-se a Embraer.

Os dois modelos produzidos pela companhia simbolizaram  a sua bem-sucedida atividade na área de Defesa. O KC-390 está passando pela etapa de ensaios rumo à certificação prevista para o segundo semestre de 2017. Já o A-29 Super Tucano, produto de maior sucesso e projeção internacional da divisão de segurança e defesa da Embraer, conta com mais de 200 exemplares encomendados, sendo que 190 já foram entregues.

Ivan Plavetz