Decola o programa europeu MALE RPAS

0
998
Fase de definição do MALE RPAS irá durar dois anos. (Imagem: Airbus D&S)

O projeto para desenvolvimento de um drone europeu comum entrou em nova fase neste mês. O contrato correspondente ao estudo de definição do programa europeu MALE RPAS (Medium Altitude Long Endurance Remotely Piloted Aircraft System), adjudicado às companhias Airbus Defence & Space, Dassault Aviation e Leonardo Finmeccanica, foi colocado em marcha a partir de uma reunião de lançamento presidida pela Organização Conjunta de Cooperação em Matéria de Armamento (OCCAR), que contou com presença de representantes dos países que integram o programa: França, Alemanha, Itália e Espanha.

O MALE RPAS será uma nova geração destinados a missões armadas de inteligência, vigilância, aquisição de alvos e reconhecimento (ISTAR conforme sigla em inglês). A integração e certificação de tráfego aéreo no densamente povoado entorno europeu constitui apenas um dos dois objetivos chaves do programa.

O estudo de definição previsto para durar dois anos, começou a partir deste mês. Os trabalhos de desenvolvimento conjunto entre Airbus Defence & Space, Dassault Aviation e Leonardo Finmeccanica acontecerão distribuídos em partes iguais. As três companhias levarão a cabo o estudo na qualidade de co-contratistas.

Está previsto que a fase de desenvolvimento comece em 2018 e a primeira entrega do sistema para 2025. Os requisitos operativos dos distintos países serão definidos em estreita cooperação com as Forças Armadas.

“Conseguir que países, companhias e ministérios de Defesa europeus colaborem com êxito para melhorar a soberania e independência supõe uma missão extraordinária que hoje marca um novo rito nesta associação inovadora”, disse Dirk Hoke, conselheiro delegado (CEO) da Airbus Defence & Space.

Ivan Plavetz