DCNS entrega o primeiro navio BPC da classe Mistral para o Egito

0
2119

O estaleiro francês DCNS entregou em Saint-Nazaire, na França, o primeiro dos dois navios BPC da classe Mistral adquiridos pela Marinha do Egito em outubro de 2015, e que recebeu a designação LHD Gamal Abdel Nasser.

A cerimônia de  transferência de bandeira aconteceu com a presença dos comandantes das Marinhas do Egito e França, almirante Rabie e almirante Rogel, respectivamente,bem como do CEO da DCNS, Hervé Guillou, além do CEO da STX France, Laurent Casting, entre outras autoridades e executivos dos dois países.

Até 2020 a DCNS vai fornecer pelo menos sete navios de combate para o Egito como parte do plano de modernização dos sistemas de defesa do país árabe.

Hervé Guillou disse que a entrega do LHD Gamal Abdel Nasser consolida as relações de amizade com o Egito que pode contar com o total comprometimento da DCNS e de seus parceiros para conduzir com sucesso todos os programas confiados à corporação. Guillou agradeceu também às autoridades do  governo da França pelo constante suporte dado ao contrato. O CEO da DCNS também mencionou a eficiente cooperação da parceira STX France frente às expectativas do cliente ao dedicar estrito respeito aos custos e prazos.

Imagem 2 Mistral-Egito
Antes de seguir para o Egito, o LHD Gamal Abdel Nasser participara de exercícios conjuntos com a França. (Imagem: Ministério da Defesa do Egito)

A entrega do LHD Gamal Abdel Nasser faz parte da parceria estratégica estabelecida entre DCNS e o Ministério da Defesa do Egito a partir de meados de 2014, ocasião na qual foi assinado contrato para fornecimento de quatro corvetas da classe Gowind®. Em agosto de 2015 foi entregue para a Marinha do Egito uma fragata multimissão da classe FREMM cujo nome de batismo é Tahya Misr.

De acordo com a DCNS, ela manterá um  comprometimento de longo prazo com a Marinha do Egito através de contratos plurianuais de suporte e manutenção dos navios, bem como de transferência de tecnologias para os Estaleiros Alexandria com vistas à construção de três das quatro corvetas da classe Gowind® encomendadas em 2014.

Segundo a companhia, outros projetos estão sendo considerados para acelerar a plena capacidade operacional da Marinha do Egito.

O LHD Gamal Abdel Nasser deixará Saint-Nazaire dentro de poucos dias com embarcações de suporte a bordo tratando-se de  duas lanchas de desembarque de nova geração CTM NG e uma lancha de desembarque anfíbio modelo EDAR. Antes de navegar com destino à sua base em Alexandria, o navio participará de exercícios conjuntos que serão realizados entre as Marinhas da França e Egito. Desde fevereiro, 180 tripulantes foram treinados em Saint-Nazaire para manejar o LHD Nasser.

O BPC da classe Mistral foi desenvolvido para cumprir um variado leque de missões militares e civis e segundo a fabricante responde às necessidades de muitas Marinhas por sua versatilidade.

Com 199 metros de comprimento, deslocamento máximo de 21 mil toneladas e propulsão elétrica associada a geradores diesel, ele pode navegar a mais de 18 nós. O navio tem espaços para acomodar tropas, equipamentos, helicópteros pesados e barcos de desembarque, característica que o capacita para ser usado para projetar forças ao redor do mundo.

Imagem 3 Mistral-Egito
Cerimônia de entrega do navio para a Marinha do Egito. (Imagem: DCNS)

O BPC Mistral possui um hospital interno permitindo execução de missões humanitárias em larga escala. Seus modernos sistemas de comunicações de alta capacidade permitem que o navio desempenhe tarefas de comando no âmbito de forças navais.

O Egito é o primeiro cliente de exportação do BPC Mistral. Entre 2006 e 2012 a Marinha da França recebeu três deles, sendo o primeiro denominado Mistral e os demais foram batizados de Tonnerre e Dixmude.

Ivan Plavetz