CSTM edição 2016

0
1817
(Imagem: Divulgação)

Aconteceu, entre os dias 14 e 16 de junho, no Quartel-General do Exército, em Brasília (DF), a quinta edição da Conferência de Simulação e Tecnologia Militar (CSTM), promovida pela empresa Prospectare em parceria com o Comando de Operações Terrestres (COTER).

A cerimônia de abertura de abertura foi conduzida pelo comandante da Força Terrestre, general-de-exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, com a presença de oficiais-generais, autoridades civis e militares e representantes das empresas do setor.

Sinal dos tempos difíceis, o evento mostrou um perfil até modesto em tamanho, mas muito denso em participação, conversações e no alto nível das conferências que fizeram parte da programação. Registrou-se uma interação muito produtiva entre o meio militar, a indústria, a comunidade acadêmica e outros segmentos correlatos.

Corporações de renome mundial, ao lado de iniciativas nacionais, como as empresas do Polo de Defesa de Santa Maria (RS), por exemplo, estiveram muito atuantes. Foram apresentadas soluções em matéria de simulação e tecnologia voltadas para a segurança de grandes eventos, prevenção e combate ao terrorismo e segurança cibernética, ao lado de outras capacidades necessárias para prover a proteção de fronteiras e infraestruturas críticas.

A V CSTM comprovou que a tecnologia continuará a desempenhar um papel vital na definição do “como” transformar ações para alcançar efetividade mantendo serviços de primeira linha eficazes e capazes de responder às ameaças de diferentes naturezas, regulares ou irregulares, físicas ou virtuais, no século 21.

(Imagem: Divulgação)
(Imagem: Divulgação)

Um significativo registro foi marcado com a visita à mostra por parte do novo titular da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), do Ministério da Defesa, o economista Flávio Augusto Corrêa Basilio, jovem e muito credenciado profissional, que esteve ciceroneado por Carlos Frederico de Aguiar, presidente da Associação das Indústrias de Material de Defesa e Segurança (ABIMDE).

O general Villas Bôas salientou a importância de eventos dessa natureza, os quais fortalecem a construção de uma comunidade de representantes da estrutura de Defesa do Brasil. “Mais que segurança, a indústria de defesa é indutora do crescimento econômico. Quanto maior for o envolvimento da sociedade, mais forte será o País”, disse o comandante do Exército. Em visita ao estande de Tecnologia & Defesa, o general Villas Bôas comentou com seus acompanhantes o trabalho desenvolvido pela revista ao longo já de três décadas, ressaltando um valioso serviço que é prestado pela publicação não apenas ao público militar mas, também, de esclarecimento à sociedade e às classes políticas e dirigentes.