Comissão Binacional Fronteiriça Brasil & Peru (Combifron).

0
443
Os acordos fortalecem a confiança mútua entre os Ministérios.

Tendo como ponto de partida Iquitos, o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, na última quinta-feira (27), seguiu de helicóptero para a Base Naval de Nanay, Escola de Operações da Guarda Costeira.

A organização militar foi o local da reunião bilateral com seu homólogo, ministro José Modesto Huerta Torres, e entre representantes diplomáticos e das Forças Armadas do Brasil e do Peru.

O encontro deu continuidade a entendimentos iniciados em agosto de 2017, em Tabatinga (AM), no Brasil.

Entre eles, ações voltadas para o aumento das operações na fronteira dos dois países, que caracteriza 3 mil quilômetros em comum.

Na ocasião, os chefes dos Estados-Maiores Conjuntos, almirante Ademir Sobrinho, do Brasil, e José Luis Paredes, do Peru, selaram um marco institucional, assinaram o acordo da Comissão Binacional Fronteiriça (Combifron), que visa à coordenação, avaliação, análise e supervisão de compromissos adotados no âmbito da segurança da fronteira.

A Comissão já tem data marcada para sua primeira reunião: será no primeiro trimestre de 2019, no Brasil.

Acordos de cooperação

Durante a reunião bilateral, ainda foram tratados assuntos como a cooperação mútua em caso de desastres naturais; o fortalecimento de atividades sociais na fronteira; o combate ao tráfico ilícito de drogas e delitos conexos; a utilização de sistemas de vigilância e proteção territorial (Sipam e Sisfron), a troca de experiência com o sistema de defesa aeroespacial e de informações de inteligência, e projetos comuns de embarcações da Marinha.

Foi discutida também a cooperação por meio de intercâmbio acadêmico, que proporciona grande troca de experiências para capacitação, formação e treinamento das Forças Armadas dos dois países.

Após o ato de assinatura dos entendimentos, o ministro Silva e Luna destacou que o principal motivo da reunião foi mais que um encontro de trabalho. “Firmamos um acordo de cooperação entre os dois países para tratar de tema de fronteira, a Combifron, firmada agora pelos dois Estados-Maiores das Forças Armadas. Firmamos um compromisso não só do Ministro da Defesa, mas de nosso país, de tratar diretamente os temas que ameaçam a nossa fronteira”.

O ministro da Defesa do Peru, José Huerta, ressaltou que o mais importante foi a elevação dos níveis dos acordos contra as ameaças que atingem os dois países.

Sobre a Combifron, disse que o comitê vai integrar um trabalho coordenado contra atos ilícitos, e principalmente o narcotráfico, a mineração ilegal, o tráfico de pessoas, o controle do espaço aéreo.

Por major Sylvia Martins

Fotos: Divulgação ASCOM/MD