Colômbia segue sem substitutos para caças Kfir

0
3604

A frota de aviões de combate Kfir C10/C12/TC12, fabricados pela Israel Aerospace Industry (IAI) e fornecidos para a Força Aérea da Colômbia (FAC), estão chegando ao final de sua vida operacional, prevista para 2019.

Apesar dessa condição, ainda não há um substituto no horizonte. A FAC enfrentou uma crise operacional com seus Kfir durante a maior parte de 2015 quando, após uma série de acidentes fatais, toda a frota ficou retida no solo. A situação foi resolvida naquele mesmo ano, depois que um contrato de apoio assinado com a IAI reabilitou parte das aeronaves, que retornaram ao serviço com restrições de manobras de voo.

Antes a expectativa era para que os Kfir da FAC operassem até 2025, tendo em vista que havia um planejamento para a implementação de um processo de overhaul, mas o programa está descartado.

Vale lembrar que a FAC recebeu propostas, incluindo de F-16 C/D da Lockheed Martin. Também foi especulado que a Colômbia estaria interessada em um lote de F-16 A/B “Netz” dos excedentes da Força Aérea de Israel, mas esse movimento não foi confirmado.

Em março de 2016, a SAAB apresentou uma oferta de Gripen C/D para ser entregue em 18 meses, sendo que ainda não há informações oficiais sobre o status dessas negociações.

 

Ivan Plavetz
Fonte: IHS Jane’s Defence Weekly