Chegam finalmente ao Brasil os M-109A5+ BR Plus modernizados pela BAE Systems (AÇO!)

0
10442
32 obuseiros autopropulsados Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado (VBCOAP) M109 A5+ BR Plus modernizados pela BAE Systems estão sendo desembarcados pelo Exército Brasileiro no porto do Rio Grande nesta sexta feira chuvosa, dia quatro de outubro de 2019. Os trabalhos estão sendo conduzidos pela Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), por meio da Divisão de Importação e Exportação de Material (DIEM). Junto com esses obuseiros também estão sendo desembarcados oito viaturas blindadas especiais do tipo M88, de socorro e resgate, baseadas no chassis do VBC CC M60.
Os M-109A5+ BR Plus modernizados pela BAE Systems sendo desembarcados no porto do Rio Grande (RS)

A revolução na artilharia autopropulsada do EB

Por Paulo Roberto Bastos Jr.

Os obuseiros M-109A5+ BR Plus modernizados no deck do navio que os transportou até o Brasil.

Na manhã de hoje, dia 04 de outubro, a Base de Apoio Logístico do Exército (Ba Ap Log Ex), por meio da Divisão de Importação e Exportação de Material (DIEM), iniciou o desembaraço alfandegário de trinta e duas (32) Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado (VBCOAP) M109 A5 BR+ (Plus) e cinco (5) Viaturas Blindadas Especiais Socorro (VBE Soc) M88 A1, que estão sendo desembarcadas neste momento no Porto do Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

Os VBCOAP M109 A5 BR+ fazem parte de um lote de 40 adquiridos em 2014, diretamente do governo dos EUA, através de seus programas de Artigos de Defesa Excedente (Excess Defense Articles – EDA) e Vendas Militares Estrangeiras (Foreign Military Sales – FMS), sendo que 8 já haviam sido entregues (2 recuperados e transformados em treinadores pelo PqRMnt/5, e que estão em uso, e 6 seriam para reaproveitamento de componentes).

Os 32 remanescentes foram modernizados pela empresa BAE Systems a um custo de aproximadamente US$ 54 milhões.

A modernização, além dessas viaturas retornarem ao “estado de novas”, ganharam radares de medição de velocidade inicial e bloqueador remoto do tubo (ambos originais da versão A6), equipamentos de sistema digital de direção de tiro, navegação inercial e GPS (que possibilitarão a automação de procedimentos e integração com cartas digitais em tempo real), rádios digitais Harris Falcon III, que é o mesmo utilizado pelas demais viaturas das tropas blindadas, e intercomunicadores Thales SOTAS.

Esses implementos possibilitarão uma melhora considerável no poder de fogo das unidades com o aumento da capacidade de resposta em missão de tiro, maior velocidade de preparação e realização dos disparos, redução de erros de dados do alvo, aumento de precisão dos cálculos balísticos, comunicação digital com mais segurança e transmissão de dados, em relação à versão A5 original.

Os M-109A5+ BR Plus modernizados pela BAE Systems sendo desembarcados no porto do Rio Grande (RS)

Já as VBE Soc M88 A1 fazem parte de uma nova aquisição do EB, via FMS, efetuada em 2018, e se somarão aos quatro (4) já recebidos em 03 de outubro de 2018, e que atualmente estão em operação nos 4º e 5º BLog, 9º B Mnt e 20º RCB, aumentando assim a capacidade de manutenção de toda força blindada. Devido a sua demonstrada capacidade, é esperada novas aquisições desse tipo de viatura.

A chegada dessas viaturas faz parte do enorme esforço que o EB tem feito nos últimos anos, de forma pragmática e assertiva, de sua recuperação operacional e de poder de fogo, dentro do Programa Estratégico do Exército Obtenção da Capacidade Operacional Plena (PrgEE OCOP).

VBE SOC M88