CAE compra divisão de treinamento militar da Bombardier

0
2899
Foto 3 CAE-Bombardier.
Atualmente a CAE detém uma ampla gama de clientes em diversas áreas militares e civis. (Imagem: CAE)

A canadense CAE Incorporation, uma das maiores empresas do mundo, especializada em sistemas de treinamento e simulação, anunciou ontem (26) que comprará da Bombardier, sua divisão de treinamento voltado para aviação militar. De acordo com comunicado da CAE, o valor do negócio será de US$ 19,8 milhões.

A aquisição faz da empresa canadense a principal contratada do programa NATO Flying Training in Canada (NFTC), cujas instalações encontram-se em Moose Jaw e Cold Lake, no Canadá. O programa consiste em treinamentos básicos e avançados para pilotos militares, e também em selecionar aqueles que irão para os esquadrões da combate da Real Força Aérea do Canadá e países aliados. A CAE será a responsável pela operação das instalações destes centros, instrução em ground-school e treinamentos em simuladores.

Segundo informou, companhia assumirá o controle dessas atividades após a finalização do negócio que deverá acontecer ainda neste ano.

A divisão de treinamento militar da Bombardier emprega cerca de 200 funcionários no NFTC, estabelecido no ano de 2000, e ocupa uma área total de 700 km² nas duas bases aéreas canadenses mencionadas. O programa também envolve instrução ministrada com emprego de turboélices Beechcraft T-6 e jatos BAE Systems CT-155 Hawk.

Foto 2 CAE-Bombardier.
(Imagem: NFCT)

Além de canadenses, pilotos das Forças Aéreas da Dinamarca, do Reino Unido, de Cingapura, da Itália, da Hungria, da Áustria, da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos também recebem treinamento no centro.

Marc Parent, CEO e presidente da CAE, disse que a companhia tem planos para expansão do programa NFTC. O executivo explicou que o crescimento terá como meta alavancar novas capacidades em futuros programas com sistemas integrados de formação no mundo todo.

Ivan Plavetz