Brasil envia blindados para a fronteira Norte

0
9240
RVC_3453
(Imagem: Roberto Caiafa)

Visando testar a capacidade de mobilização de tropas e blindados nas fronteiras do Estado de Roraima (leia-se Venezuela), o Exército Brasileiro transportou, desde a sua base de origem, em Campo Grande (MS), uma força formada por carros de combate M-60A3TTS, suas equipagens, munições, logística e material de apoio, até a cidade de Boa Vista, a capital. Esses carros serão testados, nos próximos dias, quanto à sua capacidade de deslocamento no lavrado roraimense e as condições de tiro face ao clima amazônico.

Nos últimos três anos, e dentro dos Projetos Estratégicos, o Exército investiu na recuperação e manutenção das viaturas blindadas de combate M-60A3TTS ainda operacionais, de origem norte-americana, alocadas ao 20° Regimento de Cavalaria Blindado (20º RCB), que receberam fundos para a manutenção de cinco unidades (R$ 1 milhão) em 2013, mais cinco em 2014 (R$ 600 mil), e outros oito em 2015, perfazendo 18 exemplares em perfeitas condições de emprego operacional (combate) agregadas a frota do modelo.

Recebidos em 1997, os M60 do modelo A3TTS estão equipados com o Thermal Target System, equipamento de visão termal noturna (alcance de 2,5 km), sistemas hidráulicos e de estabilização do canhão, computador de controle de tiro e equipamento de telemetria laser, provendo assim uma plataforma estabilizada capaz de realizar o tiro a longas distâncias com elevada probabilidade de acerto mesmo contra alvos em movimento, em qualquer situação climática e de visibilidade, no primeiro disparo. O M60 também pode operar em ambiente químico, biológico e nuclear (QBN), sendo tido como muito robusto e confiável pelas suas tripulações.

Da redação