Bradar M200 realiza o primeiro teste real

0
2593
Bradar-Saber-M-200-00
Chefe do CTEx, general-de-brigada Hildo Vieira Prado Filho, e o presidente da Bradar, Astor Vasques.

A Bradar, empresa do Grupo Embraer Defesa & Segurança, e o CTEx (Centro Tecnológico do Exército), realizaram com sucesso o primeiro teste funcional do radar SABER M200 ao acompanhar em tempo real o tráfego aéreo do aeroporto de Viracopos, em Campinas, cidade próxima a São Paulo.

O teste foi acompanhado chefe do CTEx, general-de-brigada Hildo Vieira Prado Filho, e pelo presidente da Bradar, Astor Vasques, além de ambas as equipes envolvidas no desenvolvimento do projeto.

O SABER M200 é um radar multimissão de defesa antiaérea, de média altura, tridimensional, que emprega avançada tecnologia de varredura eletrônica para detecção e acompanhamento de aeronaves.

Bradar-Saber-M-200-01
O Saber M200 é um compacto radar tridimensional, primário e secundário, e capaz de detectar alvos a até 450 Km.

Este equipamento é o primeiro radar de painéis fixos no mercado mundial instalado em um contêiner de 20 pés (6.096 metros), facilitando seu transporte.

O SABER M200 é capaz de acompanhar múltiplos alvos aéreos simultaneamente, além de guiar mísseis, realizar missões de vigilância, meteorologia e aproximação, num raio de 450 quilômetros. É um radar transportável de média altura desenvolvido integralmente com tecnologia de estado sólido, capaz de operar nos modos de busca, vigilância e sistema de orientação de tiro.

Desempenha simultaneamente as funções de radar primário e radar secundário, embarcado em um container padrão com 20 pés (transportável em caminhão) ou nos aviões Hercules C-130 e Embraer KC-390.

Bradar-Saber-M-200-02
O novo radar poderá operar em campo, provendo cobertura radar de longo alcance para as tropas empenhadas no terreno em uma grande área.

Trata-se um radar modular, que possibilita um grande ganho em economia de recursos na logística de manutenção. Um módulo defeituoso pode ser substituído em poucos minutos, maximizando o tempo em operação do radar.

Com funcionamento definido por software, as características básicas deste sistema podem ser facilmente reconfiguradas, bastando alterar parâmetros em arquivos de configuração. O radar como um todo, pode se comportar como uma unidade de processamento de alto desempenho, pois possui capacidade computacional de mais de 30 teraflops.

Para o general Prado, o SABER M200 será uma grande conquista tecnológica “Poucos países detêm esta tecnologia desenvolvida pelo CTEx e pela Bradar, por isso, é importante darmos continuidade a trabalhos como esse. O SABER M200 agrega um valor enorme para o Brasil e mostra o quanto estamos capacitados e em nível de igualdade com o desenvolvimento tecnológico mundial”.

O presidente da Bradar, Astor Vasques, acredita que a consolidação desse projeto demonstra a capacidade e a maturidade da empresa: “Hoje temos um portfólio abrangente e inovador. Detemos o conhecimento da tecnologia e a capacitação para desenvolver diversos radares. Com o SABER M200 completamos uma família de radares de vigilância capaz de garantir a autonomia tecnológica do Brasil”.

Roberto Caiafa
Imagens: Bradar/CTEx