Batismo de fogo dos M-109A5: modernização da Artilharia de Campanha.

0
2466
Momento histórico para a Artilharia de Campanha do EB, o 1º tiro dos M-109A5.

Três Barras (SC) – No dia 3 de abril, a 5ª Divisão de Exército (5ª DE), por intermédio de sua Artilharia Divisionária (AD/5), realizou o Tiro de Demonstração e Batismo de Fogo das Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado (VBCOAP) M109 A5 no campo de Instrução Marechal Hermes, localizado na cidade de Três Barras, em Santa Catarina.

Nota do autor: No vídeo abaixo, aos 2:30 aproximadamente, o general-de-exército Juarez confirma mais uma vez que a Força Terrestre está adquirindo de 2ª mão obuseiros auto-rebocados M198 e Light Gun.

O obuseiro auto-rebocado M198 howitzer é um obus desenvolvido para o Exército (US Army) e para o Corpo de Fuzileiros Navais (USMC) dos Estados Unidos.

Ele foi concebido para substituir o M114. Posto no serviço ativo em 1979, com mais de 1.600 unidades construídas, já participou de vários combates, como a Guerra do Golfo em 1991 e a Invasão do Iraque em 2003. O M198 está saindo de serviço nos Estados Unidos e na Austrália, substituído pelo M777 da BAE Systems.

O L-119 / L-118 Light Gun é um obuseiro ligeiro transportável por via aérea e “lançável” por para quedas sobre o teatro de operações. Pode igualmente ser rebocado por uma viatura ligeira.

A sua principal vantagem é a sua enorme mobilidade que advém do seu reduzido peso. Têm também um perfil baixo, o que facilita a sua ocultação, além de a sua operação não exigir uma área para o recuo da peça.

As versões L-119 e L-118 são virtualmente iguais, sendo apenas a versão L-119 adaptada ao nível do cano, para permitir o disparo de todas as munições standard NATO.

No evento, foi apresentada a evolução histórica da Artilharia de Campanha, evidenciada pelos armamentos dispostos na linha de fogo, desde o canhão francês Schneider 75 mm até o obuseiro M109 A3.

A modernização da Artilharia de Campanha foi materializada com a apresentação do sistema Gênesis (Imbele do equipamento Atlas Gun-Laying System (AGLS) para a observação dos tiros, culminando com a entrada em posição e tiros do obuseiro M109 A5.

Após os disparos, os Generais de Exército homenagearam as guarnições das VBCOAP M109 A5 compostas por militares do 15º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, materializando a entrega dos novos obuseiros à organização militar.

Também foram homenageados os quatro Generais de Exército oriundos da Arma de Artilharia que realizaram o batismo de fogo dos novos obuseiros. O evento histórico para a AD/5 e para o Exército Brasileiro foi finalizado com o canto da canção da Artilharia por todos os presentes.

Junto com outras autoridades militares, a atividade contou com a participação do Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, General de Exército Juarez Aparecido de Paula Cunha;  do Comandante Logístico, General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira; Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército, General de Exército Mauro Cesar Lourena Cid; e Chefe do Departamento de Engenharia e Construção, General de Exército Cláudio Coscia Moura, que tiveram a oportunidade de realizar o disparo que simbolizou o “Batismo de Fogo” das novas viaturas adquiridas pelo Exército.

O tiro de demonstração marcou importante etapa no processo de modernização da Artilharia de Campanha, bem como apresentou a grande capacidade logística e operacional da 5ª Divisão de Exército, por meio da preparação e emprego das VBCOAP M109 A5 em curto espaço de tempo.