Balsa do Exército Brasileiro explode durante abastecimento em São Gabriel da Cachoeira (AM).

0
3265
A balsa destruída pelo fogo é bem semelhante a essa da imagem de Roberto Caiafa. Balsas no CMA são responsabilidade do Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia (CECMA).

Uma balsa do Exército Brasileiro (General Jaborandy*) que encontrava-se ancorada no Porto Queiroz Galvão em São Gabriel da Cachoeira (AM) pegou fogo e explodiu por volta das 11:30 da manhã desta quinta feira.

O fogo se alastrou e atingiu outras embarcações civis que estavam próximas.

Segundo informações colhidas no local, a embarcação do Exército, usada para fins de transporte logístico, estava sendo abastecida com combustível no momento do acidente e dois soldados teriam ficado feridos e posteriormente recebido atendimento médico.

Segundo o Comando Militar da Amazônia (CMA), a balsa pertence ao 2° Batalhão Logístico de Selva. A área próxima ao local do incêndio foi isolada e a Polícia do Exército (PE) foi acionada.

O CMA afirma que “todos os procedimentos de segurança foram adotados para mitigar os danos causados pelo acidente”.

A 2ª Brigada de Infantaria de Selva instaurou procedimento administrativo para apurar danos materiais, responsabilidades e causas do incêndio seguido de explosão.

*Curiosamente, a balsa destruída no incidente estava ao lado de outra embarcação com o nome do general general José Luiz Jaborandy, ex-comandante do CMA e falecido recentemente (2015). A passagem do general pelo CMA foi marcada justamente pelo lançamento do Projeto do Polo Naval do Amazonas, que tinha como objetivo incentivar a construção naval de balsas e embarcações de pequeno porte para entender encomendas do Programa Estratégico do Exército PROTEGER.