Atech destaca participação no Programa Nuclear da Marinha durante a Ridex 2018.

0
702
Com a atuação no projeto de implantação do Labgene, a Atech está apta a dar suporte à Marinha do Brasil em futuras fases do Programa Nuclear, já que a empresa passou a deter uma tecnologia exclusiva e presente em poucos países.

A Atech, empresa do Grupo Embraer, apresentou na Ridex 2018 (Rio International Defense Exhibition), que aconteceu de 27 a 29 de junho, no Rio de Janeiro (RJ), sua participação no Programa Nuclear da Marinha do Brasil, com a atuação no Labgene (Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica).

A empresa atua em três importantes frentes que se complementam, dentro do programa estratégico da Marinha, evidenciando toda sua expertise nas áreas de integração e desenvolvimento de soluções tecnológicas de alta complexidade.

Além de ser responsável pelo fornecimento do sistema de proteção e controle do Labgene, a Atech atua na integração dos sistemas auxiliares e da instrumentação, que vão operar dentro do Laboratório, além do desenvolvimento dos softwares de controle da planta.

O escopo engloba ainda a integração das salas de controle, atividades de treinamento e operação assistida, além de suporte ao comissionamento da planta como um todo.

O sistema de proteção e controle é como o “coração” do Labgene, que controla toda a operação e monitora os níveis de radiação.

Os turbogeradores do LABGENE ainda em fase de integração, com as autoridades.

Para o desenvolvimento dos sistemas de controle, foi necessário um conhecimento profundo de todo o funcionamento da planta, além do relativo à área nuclear, obtido através de uma equipe altamente qualificada e especializada e da obtenção de certificações específicas, emitidas por órgãos independentes e que atendem a requisitos internacionais.

Com a atuação no projeto de implantação do Labgene, a Atech está apta a dar suporte à Marinha do Brasil em futuras fases do Programa Nuclear, já que a empresa passou a deter uma tecnologia exclusiva e presente em poucos países.