Antonov apresenta o An-188-100 durante o Eurasia-2018 Airshow.

0
5900
O projeto do An-188 STOL, claramente baseado na fuselagem e asas do Antonov AN-70 com novas possibilidades de motorização, envolveu a ocidentalização de todos os componentes (MIL-SPEC padrão OTAN), tanto em termos de equipamento quanto no uso da aeronave.

A Antonov, parte do Ukroboronprom, grupo ucraniano aeroespacial e de Defesa, divulgou detalhes da sua nova família de aviões de carga militar An-188 STOL durante o airshow Eurasia-2018 (Antalya, Turquia).

Também foram apresentados o Antonov An-124 Ruslan (cargo transporter-heavy) e o Antonov An-178, bimotor cargueiro militar da mesma classe do Embraer KC390.

O projeto do An-188 STOL, claramente baseado na fuselagem e asas do Antonov AN-70 com novas possibilidades de motorização, envolveu a ocidentalização de todos os componentes (MIL-SPEC padrão OTAN), tanto em termos de equipamento quanto no uso da aeronave.

Montagem de computador antecipa o An-188-100 (acima), claramente baseado no Antonov An-70 (abaixo).

Executivos da Antonov confirmaram assim que a Ucrânia está desenvolvendo uma nova família de aeronaves baseada no Antonov An-70 (três plataformas aéreas) equipadas com diferentes motores turbofan.

A aeronave apresentada no Eurasia-2018, chamada An-188-100, está equipada com quatro motores turbofan de três eixos D-436-148FM desenvolvidos pela empresa ucraniana Ivchenko-Progress.

A variante com quatro motores de nova geração AI-28, também desenvolvidos pela Ivchenko-Progress, será chamada de An-188-120.

Já o An-188-120 será equipado com quatro motores turbofan CFM56-7B de alto bypass feitos pela CFM International (CFMI), indicando-os claramente para exportação.

Um tipo ocidental militar que usa motores CFM-56-7B, o KC-135R remotorizado é tido até hoje como uma plataforma viável e atuante na USAF e Força Aérea Francesa, para citar dois usuários.

A família An-188 será capaz de operar em diferentes campos de pouso (concreto, cascalho, neve, terra compactada, etc), e terão a habilidade necessária para pousar em pistas curtas (600 a 800 metros de comprimento), ampliando enormemente o número de aeródromos nos quais a aeronave poderá ser usada.

Maquete do An-188 exposta no estande da Antonov (Eurasia-2018).

O An-188-100 apresenta um avançado glass cockpit e terá a capacidade de voar distâncias até 7.700 km, em uma altitude de cruzeiro de até 12.100 m, a uma velocidade de até 800 km/h, dependendo do modelo e da motorização.

Situado na classe de 40 toneladas de carga, o avião é capaz de transportar equipamentos militares e de construção pesados, helicópteros semi-desmontados, veículos de combate de infantaria, carros de combate medianos, sistemas de artilharia, e/ou até 300 soldados equipados (em dois deques), além de cargas humanitárias, palets e contêineres.

A carga útil máxima prevista é de 47 toneladas acomodadas em um volume de 400 m3. O alcance máximo deverá chegar aos 7.700 km

O Antonov An-178 no Paris Air Show.
Antonov An-70 e sua tripulação no Eurasia-2018 Air Show.
Fábrica da Antonov: grandes tamanhos, uma especialidade ucraniana.

O An-188-100 pode acomodar e lançar até 130 pára-quedistas totalmente equipados, ou até 21 toneladas de palets/víveres/suprimentos ou veículos leves através da extração por gravidade usando paraquedas de arrasto.

As Forças Armadas da Ucrânia, dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e da Turquia já manifestaram interesse no An-188.

Fontes ligadas a Antonov afirmam que o An-188 seria um concorrente direto do transporte militar europeu Airbus Military A400M Atlas e dos norte-americanos Lockheed-Martin C-130 Hércules e Boeing C-17 Globemaster III.

Antonov An-124 Ruslan: Governo Russo proibiu o aluguel dessas aeronaves para a OTAN/NATO.