ANAC emite certificação para o Embraer KC-390.

0
4064
ANAC certifica o KC390. Agora o avião deverá receber as suas certificações de tipo da FAA, EASA e agências similares.

A certificação do avião KC-390 foi emitida oficialmente pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A emissão desse certificado permite a comercialização e operação da aeronave em todo o território brasileiro.

(Imagem: Ministério da Defesa/Tereza Sobreira)

O jato bimotor de transporte tático militar é a maior aeronave já fabricada no país, utilizando a planta fabril de Gavião Peixoto (Embraer Defesa e Segurança ou EDS), no interior do Estado de São Paulo.

O KC-390 pode carregar com segurança até 23 toneladas e será usado pela Força Aérea Brasileira (FAB) para substituir os veteranos Hércules C-130 no transporte de tropas e cargas, além de poder operar como aeronave de reabastecimento em voo, passando combustível para outros aviões da FAB equipados com sonda REVO.

O compartimento de cargas do KC-390, a razão de ser do avião: moderno, funcional e espaçoso.
O moderno cockpit do KC-390 e suas telas com tecnologia aviônica PRO LINE FUSION.

No último dia 10, a EDS realizou o voo inaugural do primeiro exemplar de série da aeronave.

Além do transporte de cargas e tropas, o KC-390 pode ser usado para transporte de paraquedistas, missões de busca e salvamento com equipamentos especiais, atuar no combate a incêndios florestais e até em voos para a Antártida.

Avaliado em U$ 85 milhões (preço FOB), o KC-390 deverá chegar aos Esquadrões de Transporte da FAB até junho de 2019, seis meses depois do que havia sido planejado originalmente.

A encomenda total é de 28 aeronaves.

A Embraer também negocia encomendas do cargueiro para os parceiros do programa, Portugal, Chile, Argentina, Colômbia e República Tcheca.

A certificação é emitida quando o projeto de aeronave demonstra ter cumprido todos os requisitos operacionais, de segurança, e proteção ambiental, obrigatórios para a operação.

O programa de certificação alcançou sete anos de trabalho, verificando mais de 2,5 mil requisitos checados por um time de 200 profissionais credenciados, além de engenheiros e técnicos da Agência.

O compartimento de cargas do KC-390. (imagens de Roberto Caiafa)