ALTAVE apresenta solução para monitoramento e conectividade de grandes áreas.

0
778

ALTAVE é uma indústria aeroespacial que desenvolve balões cativos como plataformas aeronáuticas para uso em aplicações de inteligência, videomonitoramento, reconhecimento e telecomunicações em grandes áreas, urbanas ou remotas.

Diretor da Altave demonstra as telas de sensores do balão ISR (Foto: Roberto Caiafa).

No Brasil, a ALTAVE é reconhecida como a única desenvolvedora e fabricante de soluções baseadas em aeróstato para vigilância e telecomunicações, possuindo um certificado de exclusividade da ABIMDE (Associação Brasileira da Indústria de Defesa e Segurança).

As soluções da ALTAVE são adequadas para aplicações de Defesa e Segurança, Segurança Pública e Monitoramento Ambiental, além dos setores de Agronegócios, Petróleo e Gás, Portos, Mineração e Construção.

Fundada em março de 2011 por dois engenheiros recém-formados pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), a ALTAVE nasceu em uma incubadora de empresas localizada no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e hoje possui também um escritório no Parque Tecnológico de São José dos Campos/SP e uma sede em Uberlândia/MG.

Em 2016, a ALTAVE ganhou notoriedade internacional devido ao seu sucesso na implementação de quatro aeróstatos de vigilância persistente de área ampla nos Jogos Olímpicos RIO 2016, garantindo a segurança de todos os locais olímpicos no Rio de Janeiro.

Da mesma forma, as soluções da empresa estiveram presentes em grandes eventos como o Carnaval do Rio de Janeiro e Recife, as Confederações da FIFA e a Copa Libertadores, entre outros.

A companhia também se apresentou em diversas operações junto com o Exército Brasileiro e a Polícia Militar de vários estados brasileiros e realizou a primeira prestação de serviço internacional para a operadora argentina Movistar, em Córdoba.

Em 2017, lançou uma solução de torre flexível AgTech para permitir a vigilância e a internet rural, promovendo ganhos de produtividade e mitigação de riscos no agronegócio.

No mesmo ano, também realizou uma parceria com a francesa Airstar Aerospace – produtora líder no mercado de aeróstatos, permitindo a exportação de seu produto para todo mercado Europeu.

Já em 2018, ampliou suas parcerias com as Forças Armadas e planeja a expansão dos seus negócios para o território mineiro.

Entre as suas soluções, estão o ALTAVE Horizonte, um sistema de monitoramento mais robusto, com infravermelho de longo alcance para uso militar e civil; Altave Omni, sistema de monitoramento 360º; Altave Vanguarda, sistema de monitoramento que tem como principal característica um fácil manuseio com altos resultados; e soluções para telecomunicação.

Aeróstatos

O sistema pode ser içado em operado em qualquer localidade, bastando uma fonte de energia elétrica e um perímetro de segurança para o içamento. O balão possui uma visada privilegiada em alturas de até 200m. A legislação prevê um uso facilitado para voos de até 150m (500 pés).

O aeróstato, que possui grande autonomia e é inflado com gás hélio, pode permanecer em operação por até 60 dias contínuos.

O ALTAVE Horizonte é um sistema de monitoramento projetado para ser utilizado em aplicações monitoramento de grandes áreas, usado em fronteiras e na garantia da Ordem e da Lei.

O sistema em si funciona com uma torre flexível: um balão cativo, que além de ser fixo no solo, pode ser instalado picapes e outros veículos, e acoplado a ele uma câmera militarizada, com giroestabilizador e funcionalidades como sensor termal, imagem georreferenciada, rotina automática de monitoramento, autotracking e lazer range finder (lazer para medição de distancia de objetos).

Aplicações típicas envolvem desde busca de alvos de Artilharia e auxílio ao deslocamento de Infantaria e Cavalaria, passando por Operações Especiais e Contra-terrorismo, Reconhecimento Policial Urbano, até a Vigilância Perimetral.

No Setor Privado, pode ser utilizado para deteção de incêndios de indústrias do setores Florestal e de Agricultura, em geral por clientes que demandam flex ibi l idade e mobi l idade pa r a operações a longas distâncias (até 35 km).Uma outra aplicação para o setor de Óleo & Gás, detectando ameaças e vazamentos nos oleodutos.

O sistema possui um câmera de infravermelho que consegue detectar automóveis até 15 km de distância, com transmissão em temporeal com uma rotina de vigilância automática que detecta alterações em determinado local enviando alertas para a Central de Comando.

ALTAVE Omni

A ALTAVE Omni enxerga tudo. Tecnologia desenvolvida para atender às necessidades de proteção de bases em cenários de guerra ou monitoramento de multidões em grandes eventos, usados para cobrir consistentemente uma grande área e formar um mosaico de 360 graus com alta definição, proporcionando total consciência situacional.

Possui funções de indexação para hora e localização. Foi a solução escolhida para a segurança dos Jogos Olímpicos RIO 2016.

ALTAVE Vanguarda

Criado a partir do know-how obtido no desenvolvimento de um produto militar, faz imagens de alta resolução com estabilidade a partir de uma altura privilegiada.

Sua principal característica é o fácil manuseio e resultado de altíssima qualidade. Alguns usos importantes: fazendas de silvicultura, operações policiais de combate ao desmatamento, operações policiais de monitoramento de grandes eventos e trabalhos para emissoras de TV.

Afim de cobrir zonas rurais ou remotas sem internet ou com falta de comunicação, a ALTAVE desenvolve soluções de telecomunicação para melhor atender a necessidade dos clientes. Dentre os serviços que a empresa oferece, podemos estabelecer conectividade 2G/3G/4G para zona rural, eventos e situações temporárias/emergenciais.

ALTAVE HORIZONTE tem histórico de uso pelo Exército Brasileiro em operações como a da Pacificação da Maré e em fronteiras, e é o único Sistema de Monitoramento Aéreo por aeróstato já exportado pelo Brasil, demonstrando o potencial do sistema no setor de Defesa. Foto – ALTAVE

A solução de conectividade atende dentro os segmentos de agronegócios, também pode prover informações em tempo real para agricultura de precisão, monitoramento de dados da colheita, telemetria das máquinas, feedback de operadores, acompanhamento da condição do solo e retransmissão de sinal RTK para coordenadas GPS precisas.

Essas demandas são todas atendidas utilizando-se as mais variadas tecnologias disponíveis: WiFi, LoRa, Sigfox, dentre outras que se destacam no IoT.

Fonte: Revista Segurança Eletrônica