A FAB e a “Operação Capixaba”

0
1261

Oito aeronaves (dois C-130 Hércules, quatro C-105 Amazonas e dois C-99) da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram na última sexta-feira (10), de várias regiões do país, para transportar militares e materiais que vão dar subsídios às tropas da FAB e da Força Nacional no Espírito Santo. Foram transportados, para reforçar a segurança do estado, 273 militares do Exército Brasileiro (EB), e cerca de 20 toneladas de materiais de Intendência Operacional.

O chefe do Centro Conjunto de Operações Aéreas (CCOA) do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), brigadeiro do ar Arnaldo Silva Lima Filho, ressalta a atuação da FAB na operação. “Estamos trabalhando para que todo pessoal e material seja transportado com êxito. Desde o dia 08 [última quarta-feira] nossa atenção está voltada para esta operação que, em conjunto com o Exército, Marinha e Ministério da Defesa, está sendo realizada com sucesso”.

Além das aeronaves (C-130 Hércules, C-105 Amazonas e C-99), quatro carretas e três caminhões seguem para a capital capixaba com mais 10 toneladas de suprimentos. São estruturas metálicas, barracas de campanha climatizadas, rancho e refeitório, além de módulos sanitários e lavanderia. Toda a infraestrutura será montada numa área da Infraero, em Vitória (ES), cedida aos militares responsáveis pela Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na região.

Um ônibus também foi deslocado hoje da Base Aérea dos Afonsos (BAAF), com 30 militares da Unidade Celular de Intendência (UCI) e 12 profissionais da Unidade Celular de Saúde (UCS) entre médicos e enfermeiros, para atuarem no Hospital de Campanha (HCAMP). O Hospital será montado para atender os militares durante a ação. O transporte terrestre foi escoltado pelo Batalhão de Infantaria Especial do Galeão (BINFAE-GL).

Em três dias atuando na “Operação Capixaba” a FAB já transportou 745 passageiros e 25 toneladas de materiais nas aeronaves, totalizando mais de 70 horas de voo.

 

Ivan Plavetz