A Avibras Aeroespacial na LAAD 2019

0
1422
A campanha de voos de testes do Avibras Aeroespacial MTC-300 deverá receber novo impulso em 2019.

Recentemente revelado como possuindo alcance maior que 300 km na versão brasileira, o míssil tático de cruzeiro MTC-300 e a fábrica de PBHT (propelente sólido para motores de foguetes e mísseis) que a Avibras Aeroespacial deve inaugurar em 2020 se converteram nos grandes destaques da empresa na LAAD Defense & Security 2019.

Com mais de 50 anos de atuação, a empresa está entre as 100 maiores exportadoras do Brasil e integra a Base Industrial Estratégica de Defesa Brasileira.

A sólida parceria com as Forças Armadas do Brasil nos programas estratégicos tem como melhor exemplo o sistema de armas ASTROS 2020, fabricado pela empresa.

Disparos das campanhas iniciais de testes em voo do míssil de cruzeiro MTC-300.

O Sistema de Foguetes de Artilharia para Saturação de Área é adotado no Brasil pelo Exército e pela Marinha, e pelas Forças Armadas de diversos países desde a década de 1980.

No âmbito do Programa Estratégico ASTROS 2020 do Exército Brasileiro, que tem por objetivo ampliar a capacidade da Força Terrestre Nacional com um sistema tecnologicamente superior, de alta referência de desempenho e confiabilidade operacional, a Avibras Aeroespacial está desenvolvendo o Míssil Tático de Cruzeiro MTC 300, com tecnologia 100% nacional, desde a sua concepção, projeto de engenharia, protótipos e fabricação.

A empresa também está industrializando viaturas e sistemas na versão MK-6 para um novo batalhão recém transferido para o Forte Santa Bárbara, na cidade de Formosa (16º Grupo Lançador de Mísseis e Foguetes), constituídos por viaturas lançadoras, de comando e controle, meteorológicas, de apoio ao solo e remuniciadoras.

MANSUP

No programa do Míssil Antinavio de Superfície da Marinha do Brasil, a empresa é responsável pelo sistema propulsivo (motor) e outros componentes e pela montagem final dos protótipos do míssil.

O MANSUP deverá equipar os futuros navios da esquadra.

A-DARTER

A Avibras Aeroespacial também integra o programa binacional da Força Aérea Brasileira entre o Brasil e a África do Sul no desenvolvimento do míssil de combate aéreo de 5ª geração A-Darter, que tem o propósito de equipar os novos caças Gripen brasileiros.

SKYFIRE

A companhia também vai apresentar na feira o Sistema SKYFIRE (foguetes ar-terra de 70 mm e superfície-superfície), que faz parte do amplo portfólio de produtos de alto valor agregado desenvolvidos pela empresa.

Programa Espacial Brasileiro

No setor aeroespacial, a empresa destacará a sua participação no Programa Espacial Brasileiro através dos foguetes de treinamento Básico e Intermediário.

Atualmente a empresa participa do desenvolvimento e da fabricação dos motores foguetes S50 do VLM-1 (Veículo Lançador de Microssatélites) no âmbito do Programa Nacional de Atividades Espaciais da AEB (Agência Espacial Brasileira).

A empresa tem competências próprias para integrar veículos lançadores.

No que tange à sua participação no Programa Espacial Brasileiro, a companhia está investindo na construção da fábrica para produção de PBHT (Polibutadieno Hidroxilado), insumo fundamental na produção de combustível sólido.

Essa capacitação é imprescindível para os foguetes do novo Programa Espacial Brasileiro.

A Avibras vai investir em Lorena (SP) mais de R$ 72 milhões na construção da nova fábrica para produção de PBHT (Polibutadieno Hidroxilado), insumo fundamental na produção de combustível sólido.

Trata-se de uma decisão de investimento estratégica para o Brasil, fundamental para o resgate da soberania nacional na produção de combustível sólido e essencial para as atividades aeroespaciais.

Com início das operações previsto para o primeiro trimestre de 2020, a fábrica estará capacitada para produzir até 2.200 toneladas de PBHT/ano.

Além das aplicações no mercado de Defesa e Aeroespacial, o PBHT possui várias aplicações como insumo no mercado civil, tais como isolantes, selantes adesivos, impermeabilizantes, encapsulamento, revestimentos, películas, etc.

A Avibras Aeroespacial também inovou com a criação do EATI (Espaço AVIBRAS de Tecnologia e Inovação) inaugurado em dezembro de 2018, no Parque Tecnológico São José dos Campos.

O EATI foi concebido para atuar como a embaixada da AVIBRAS para pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos e soluções nos polos Defesa, Espaço e Segurança Pública.

O EATI foi concebido para atuar como a embaixada para pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos e soluções nos polos Defesa, Espaço e Segurança Pública, em ambiente de parceria e de colaboração com universidades, centros de pesquisa e empresas de bases tecnológicas similares.

A finalidade é assegurar a evolução da empresa desenvolvendo tecnologias estratégicas a novos produtos e negócios, com know how próprio, processos e ferramentas adequados.

Com instalações amplas e modernas localizadas no Vale do Paraíba, no estado de São Paulo, principal polo de tecnologia aeroespacial do Brasil, a Avibras Aeroespacial cria diferenciais competitivos de qualidade e inovação, fundamentais para manter-se como grande player no mercado mundial de Defesa.