1º Posto Avançado de Bombeiros Militar (PABM) é inaugurado em Congonhas (MG).

0
1069
A cerimônia foi presidida pelo chefe do Estado-Maior do CBMMG,coronel Edgard Estevo da Silva. Esse é o primeiro posto avançado do projeto de expansão que contempla mais nove municípios. As novas estruturas ampliam a cobertura e descentralizam o atendimento para 410 mil pessoas.

Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) inaugurou nessa quinta-feira (30/11), em Congonhas (Território Vertentes), o primeiro de dez Postos Avançados de Bombeiros Militar (PABM) previstos no projeto de expansão.

A unidade do CBMMG está localizada na Praça Quintino Vargas, no bairro Santa Mônica.

A cerimônia foi presidida pelo chefe do Estado-Maior do CBMMG, coronel Edgard Estevo da Silva, e contou ainda com a presença de diversas autoridades civis e militares, inclusive o prefeito de Congonhas, José de Freitas Cordeiro.

O PABM de Congonhas está situado em uma região estratégica, pois o município é cortado pela BR-040. Dessa forma, os bombeiros têm saída rápida e fácil para atendimentos de ocorrências na rodovia.

Outro ponto levado em consideração é que a cidade é patrimônio cultural da humanidade e possui um dos mais significativos acervos de Aleijadinho: os 12 profetas esculpidos em pedra-sabão.

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (30), a inauguração do Posto Avançado de Bombeiros na cidade de Congonhas, na praça Quintino Vargas, no bairro Santa Mônica.

A unidade vai buscar celeridade, o que foi percebido antes mesmo de o posto avançado ser inaugurado oficialmente. Durante a madrugada de quinta-feira, os militares que já estavam de serviço foram acionados para atender um chamado de incêndio em residência. Em uma rápida ação, os bombeiros atuaram no imóvel, acabaram com as chamas e, posteriormente, realizaram o rescaldo. Todo atendimento durou menos de 20 minutos.

Os postos avançados — em parceria com os municípios – estão sendo instalados em pontos estratégicos do estado para facilitar a vida da população, que terá o Corpo de Bombeiros próximo e acessível aos atendimentos de forma célere, sem que os profissionais precisem de grandes deslocamentos.

As novas unidades disponibilizadas pelos municípios são frações que demandam prédios mais simples, adaptados à realidade de cada lugar. Por isso, não há um padrão de imóvel exigido. Há flexibilidade nesse ponto e o Corpo de Bombeiros avalia se atende às necessidades com segurança e, ao mesmo tempo, obedece ao regulamento interno da instituição.

Esse novo modelo foi concebido a partir de um detalhado estudo de viabilidade para atender inicialmente dez municípios, começando por Congonhas, localizada a 70 quilômetros de Belo Horizonte.

Os demais contemplados nessa etapa são: Mariana, Santo Antônio do Monte, Além Paraíba, Tiradentes, São João Evangelista, Santos Dumont, Almenara, Andradas e Boa Esperança. Ao todo, serão beneficiadas diretamente pelo atendimento 410 mil pessoas nos dez municípios.

A partir dessa inauguração, a corporação está presente em 64 municípios mineiros, por meio de companhias e batalhões, nos 17 territórios de desenvolvimento.

Simulado antes da inauguração desperta moradores

Como parte das ações da inauguração do PABM em Congonhas, militares do Corpo de Bombeiros realizaram um simulado de acidente veicular no centro da cidade histórica.

Na atividade, dois veículos se envolveram em um acidente e, por causa da complexidade da ocorrência e o consequente agravo das vítimas, quatro viaturas da corporação foram acionadas e uma aeronave. A simulação atraiu o olhar da população pela importância do trabalho e para a chegada do Corpo de Bombeiros ao município.

Para o tenente Pedro Aihara, o simulado destacou um tipo de ocorrência muito comum na região. “Congonhas, além de ser turístico, é cortado por uma das mais importantes rodovias federais. E assim, acidentes com veículos de passeio, turismo e cargas perigosas acontecem com certa frequência por aqui”, explica.

O militar ainda apontou para o caráter didático da atividade. “Esse tipo simulado é um excelente treinamento para os militares da corporação. Hoje, colocamos em prática quase todas as técnicas que usamos no dia a dia em ocorrências dessa natureza”, conclui.